domingo, 14 de junho de 2015

Rumo...




Sentar-se-ão em cadeiras pré-designadas para o efeito. Preencherão cabeçalhos, serão confirmados os vossos dados-Vida, aqueles que vos tornam, também Pessoas. Haverá um momento de espera. Como em qualquer Viagem, este será o tempo em que começarão a subir os degraus para entrarem neste Comboio-Palco que vos levará a uma nova Paragem. O corte de uma tesoura. O Segredo-Terror. No início parece tudo difícil. Passa-se por um pequeno Tempo em que Nós-Interiores nos organizamos mentalmente, enquanto a caneta já grita a Vontade de começar. E assim começa a Viagem. Como nas antigas locomotivas. As pesadas rodas de ferro patinavam perante tanto esforço, aderiam ao ferro e suavemente começava a Viagem. E dávamos por nós a apreciar a paisagem, lá fora, a apreciar a Magia do que pode ser a Vida quando é vivida de forma honesta, verdadeira. E para que outros possam entrar nesta Viagem, esta locomotiva tem a necessidade de parar. Parem, se assim for, fechem os olhos, sintam o ar, oiçam o silêncio. E deixem-se, de novo, Ir.
 
Qualquer Viagem exige uma preparação. Confiem. Acreditem. Respirem e Vivam.
 
Vai correr bem. Vai correr bem...
 
Fiquem hYbris.
 
 
 

Sem comentários: